Rede ParceriaBlog.

Marketing de causa: o que é e como aplicar?

crianças dando a mão como simbolo de cooperatividade

O marketing de causa é uma estratégia de engajamento de público e fidelização de consumidores, afinal, o impacto social envolvido em uma campanha desse porte é gigantesco.

Isso acontece porque as causas sociais são dores muito presentes na sociedade, onde surge a oportunidade de uma empresa – através do marketing – dar a voz a um grupo ou realizar campanhas com o objetivo de abrir espaço para diferentes experiências.

Além do mais, o estudo da Cone Communications comprova que os consumidores trocariam uma marca por outra que possui engajamento e apoia causas sociais, e vale ressaltar que foram 91% dos respondentes que relataram. Tem dúvidas que a estratégia é eficiente? Continue a leitura para entender melhor como aplica-la.

Aprenda a usar a estratégia corretamente com 4 conceitos

O marketing de causa é uma estratégia de grande responsabilidade social e companheira da humanização de marcas, já que abrange os pilares do marketing humanizado: ética, empatia e emoção. Aprenda, com alguns conceitos básicos, a melhor forma de aplicar essa estratégia na sua marca:

1. Alinhe os valores empresariais com a causa

mão segurando roupas a serem colocadas em uma caixa para doação

Para iniciar uma campanha de causa social, você precisa conhecer os valores empresariais que guiam sua marca para que eles estejam alinhados com seus objetivos. Existem inúmeras causas sociais que sua empresa pode atuar em diferentes áreas como:

Educação: promova aulas e disponibilize cursos;

Fome: arrecade e distribua alimentos para áreas carentes;

Pobreza: auxilie na construção de casas dignas, faça doação de roupas – principalmente no inverno;

Catástrofes: contribua com abrigo, remédios no geral, dê suporte quando acontece algum deslizamento de terra, enchentes, tempestades;

Saúde: financie o tratamento e o bem estar de pacientes doentes ou doe vacinas;

Idosos: promova atividades recreativas de bem estar para a terceira idade;

Mulheres: incentive o empoderamento e lute pela equidade de direitos;

LGBTQIA+: lute pelo respeito, liberdade e direito da comunidade.

Enfim, o importante é que sua empresa esteja alinhada com os objetivos da causa selecionada e colocá-las em prática. É importante ressaltar que essas ações só terão impacto se a empresa for de fato envolvida com a causa, não basta querer passar uma imagem, se a companhia não está engajada no seu dia a dia com sua equipe e clientes.

2. Seja o exemplo para a sociedade

quatro mulheres vestidas com cores neutras com uma pose indicando ação de apoio

Por exemplo, se sua empresa possui um quadro de funcionários onde as mulheres não ocupam nem 30% dos cargos, não faz sentido lutar pelo empoderamento feminino. Sua empresa precisa dar o exemplo, então, primeiro, você se adequa e depois luta. Assim como o marketing de causa pode elevar a visualização da sua empresa, falar sobre algo que não se reflete no dia a dia da instituição, pode ser fatal!

Alguns exemplos que valem a pena ser lembrados: #MeToo, quando trouxeram a público as denúncias de abuso que aconteciam no universo cinematográfico, outro movimento extremamente importante,  #BlackLivesMatter, ganhou muita notoriedade quando inúmeros ataques racistas aconteceram que, infelizmente, levaram à morte de pessoas pretas.

3. Engaje seus colaboradores na causa

funcionarios satisfeitos com o trabalho em equipe

Sua empresa não tem um quadro de funcionários miscigenado ou nunca pensou em apoiar uma causa? Uma das atitudes mais nobres é reconhecer os erros e mudá-los de forma efetiva. Cabe ao departamento de recursos humanos avaliar a situação que a empresa se encontra e analisar as brechas deixadas e solucioná-las. Esse tipo de atitude pode, inclusive, se tornar um case de sucesso!

Esta também é uma oportunidade de trabalhar o endomarketing, uma vez que demonstra ao seus funcionários que a empresa é feita de seres humanos que estão em constante aprendizado e procuram melhorar a cada passo. Essa é uma ótima forma de engajar seus colaboradores, consumidores e o público-alvo, criando assim um senso de comunidade e pertencimento.

4. Doações financeiras também ajudam

cofre azul em formato de porco com uma nota parcialmente colocada em seu orifício

Os donativos em forma de dinheiro são uma forma de colaboração extremamente válida, tanto que, em fevereiro de 2021, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a conquista de fundos para o Instituto Butantan apenas com a doação solidária e humanitária de 36 empresas. Obviamente que as empresas envolvidas nestas doações aumentaram seu reconhecimento público após a notícia, para citar algumas envolvidas: AmBev, B2W Digital, B3, iFood, Magalu, JBS, Santander e muitas outras.

Só que o público consumidor que, provavelmente, começou a enxergá-las com outros olhos, não se atenta apenas para o dinheiro. Elas se tornaram marcas que deixam seu legado de preocupação, valorização e que promovem ações resolutivas para nossa realidade. Uma imagem bem marcante, não é mesmo?

Se você já quiser começar a engajar em causas sociais e não sabe por onde, dê uma olhada em um dos maiores sites que promovem a arrecadação monetária, o Vakinha, lá você encontra campanhas de todas as causas possíveis e, sem dúvidas, pode impactar diretamente milhares de vidas.

5 cases de sucesso para se inspirar

Antes de começar a fazer as suas campanhas, vale a pena ler, conhecer e entender sobre os cases que deram certo. Nós trouxemos exemplos a serem seguidos, campanhas de marketing que – com maestria – defendem a causa. Sem mais delongas, vamos assistir alguns exemplos.

1. Bradesco – #BrilheDoSeuJeito

A campanha do Vitinho e da Luna, um menino com síndrome de down e uma vagalume que não acende sua luzinha, juntos – num ato heroico – salvam os vagalumes que foram pegos por um grupo de crianças. A narrativa da campanha é uma celebração às diferenças, onde aborda a questão da inclusão de uma perspectiva especial. Assista e se emocione!

Causa abordada: síndrome de down e o capacitismo.

2. Bradesco – #FaçaAcontecer

Mais uma campanha do Bradesco com uma narrativa espetacular sobre valorizar todas as suas capacidades. Só que aqui, nós queremos chamar a atenção para um detalhe que vai muito além do marketing de causa.

Além da campanha feita e divulgada nos mais diversos canais de comunicação, a empresa também produziu um vídeo acessível, onde os fatos são narrados para que uma pessoa cega tenha noção do que se passa no vídeo. É uma forma de inclusão fenomenal que coloca em prática o marketing de causa.

Causa abordada: inclusão e acessibilidade.

 

 

3. Pedigree – Adotar é tudo de bom!

A marca já faz a há alguns anos a campanha para adoção de cães, tanto que muitos comerciais antigos feitos pela empresa já contam a narrativa na visão dos bichinhos abandonados. E aqui, nós trouxemos o vídeo onde a marca mostra os resultados das ações feitas durante o ano, é uma forma inteligente de expor o marketing de causa com uma perspectiva que demostra a importância desse tipo de engajamento!

Causa abordada: abandono e adoção de cães.

 

 

4. McDonalds – Mc Dia Feliz

A empresa conta com inúmeros cases de sucesso já que participa ativamente de inúmeras campanhas ao longo do ano. Agora, nós voltamos nossa atenção para o dia Mc Dia Feliz, cujo objetivo é direcionar todo o dinheiro das vendas de Big Mac para mais de 60 instituições que tratam o câncer infanto-juvenil.

Causa abordada: saúde e bem-estar infantil.

5. Rede Parcerias – Apoie uma Ação

O Rede Parcerias oferece uma forma inovadora de fidelização para empresas através dos clubes de vantagens. Além do mais, permite a participação ativa em relação as causas sociais com seu programa de doação Apoie uma Ação, que que mobiliza os usuários dos clubes de seus clientes e colaboradores a contribuírem.

Seu processo de funcionamento é como a vakinha – que citamos anteriormente – onde ficam disponíveis diversas causas e você escolhe a que te representa, depois é só fazer a sua doação monetária. Esse é um ótimo case de sucesso, visto que a empresa incentiva seus colaboradores a participarem de causas sociais e ao mesmo tempo dá o exemplo. Viu como não é difícil? Tudo é feito de forma simples, prática e confiável.

Estas são apenas algumas abordagens, contudo existem uma infinidade de ONGs que você pode colaborar ativamente ou que podem inspirar uma campanha interna de engajamento. Identifique, junto com seu departamento de marketing, alguma dor que seu público-alvo tem e comece a resolvê-la de forma transparente e efetiva. Além dos benefícios para a sociedade, esse será um marco de identidade para sua empresa!

Então, vamos praticar o marketing de causa? Continue acompanhando o blog do Rede Parcerias e fique sempre bem informado em como desenvolver sua empresa. Aproveite que está aqui e leia o nosso conteúdo sobre marketing de engajamento.

Até o próximo post!

Faça o download desde post inserindo seu e-mail abaixo.