Rede ParceriaBlog.

Mercado competitivo: como se destacar sem abaixar o preço

mercado competitivo

Em alguns segmentos, o mercado é um verdadeiro campo de batalha no qual os soldados lutam em prol da tão sonhada lucratividade. Muitas empresas partem para táticas de guerrilha a fim de atingir seus concorrentes e superá-los em vendas, no entanto, muitas delas só pioram a competitividade. 

O termo conhecido como guerra de preços é uma dessas táticas, que tem como principal objetivo precificar produtos e serviços com base nos concorrentes diretos. A tática pode gerar grande prejuízo caso seja aplicada de forma irresponsável e incoerente. 

Por isso, muitas empresas partem para outras estratégias de marketing, relacionamento e prestação de serviços como uma maneira de se diferenciar dos seus concorrentes sem perder a sua margem de lucro e até mesmo o verdadeiro valor do que é oferecido. Para entender melhor sobre o assunto e saber quais são essas estratégias, leia os próximos tópicos. 

O que é uma guerra de preços?

De maneira resumida, a guerra de preços é uma briga entre duas forças concorrentes ou mais para conquistar uma parte do mercado ou controlar a parte já conquistada. Dessa forma, empresas e organizações se sacrificam para baixar cada vez mais seus preços. 

Como resultado, causam o desequilíbrio dentro do seu âmbito de negócios, pois influenciam a precificação do mercado em geral somente pelo objetivo de conquistar novos clientes, desconsiderando outros fatores importantes. 

Essa estratégia é vista por muitas empresas – não só grandes – como uma forma de lucrar rapidamente e ter uma fácil penetração. A longo prazo, porém, traz vários prejuízos. 

Como fugir da guerra de preços?

Fugir do preço competitivo ou, em outras palavras, da guerra de preços, é importante para manter a saúde e valorização do mercado, como também para fornecer experiências melhores àqueles que realmente importam: os consumidores. 

Se você é empresário e busca por maneiras mais otimizadas de se diferenciar dos seus concorrentes e, de quebra, garantir mais qualidade de vida e bom relacionamento aos seus clientes, confira abaixo as dicas que nós, da Rede Parcerias, preparamos! 

1 – Realize uma análise de mercado e concorrência

O primeiro passo para fugir da guerra de preços é fazer uma análise completa da sua real situação e dos seus concorrentes. Dessa forma, você passa a compreender se os preços oferecidos fazem jus aos produtos e serviços disponibilizados.

Além disso, é necessário avaliar e implementar estratégias diferentes da redução de preço, mantendo o foco de elevar mais o aspecto de qualidade do que quantidade. Com isso, você é capaz de educar tanto os seus clientes quanto os concorrentes sobre os riscos de adquirir serviços mais baratos. 

2 – Ofereça um diferencial aos consumidores

Atualmente, muitas empresas oferecem sempre a mesma coisa: os mesmos produtos, serviços e atendimento, diferenciando-se somente em algumas vantagens extras incluídas em planos conhecidos como premium, gold, entre outros. 

Dessa forma, acabam perdendo possíveis clientes pelo simples fato de que o preço do concorrente é mais barato. Por isso, ofereça benefícios mais substanciais, como um clube de vantagens, que visa a melhoria na experiência do cliente e facilidade nas compras, por exemplo.

Essa estratégia é geralmente usada por empresas que possuem um ótimo programa de fidelização e prospecção de clientes. Vários negócios de sucesso já afirmaram que, por meio do clube de vantagens, conseguiram agregar um alto valor de percepção da marca. 

3 – Invista em marketing de relacionamento

Toda empresa é feita de pessoas para pessoas. Assim, se o seu negócio ainda não investe em um bom marketing de relacionamento, com certeza corre grandes riscos de ter a margem de lucro reduzida devido a falta de comunicação. 

Para se livrar da guerra de preços e garantir que sua empresa se diferencie dos concorrentes, aproveite para conhecer quem são as pessoas que se interessam pelo seu negócio. Assim, você é capaz de se comunicar de forma efetiva e oferecer o auxílio que elas realmente precisam. 

4 – Desenvolva uma linha alternativa de vantagens 

Esta estratégia está inteiramente interligada com a que você acabou de conhecer. Isso porque, para criar uma linha alternativa de vantagens, é necessário conhecer a sua persona, ou seja, seu cliente ideal, e compreender o que ele realmente precisa.

Assim, você pode desenvolver outros atributos para agregar aos serviços já oferecidos pela sua marca, de forma que atinjam seus clientes em potencial e chamem a atenção dos concorrentes. 

5 – Busque uma consultoria 

Saber se destacar em um mercado competitivo é algo adquirido depois de vários testes, implementações e avaliações de resultados. Por isso, se você ainda se sente inseguro para implementar o clube de vantagens no seu negócio ou utilizar outra estratégia, busque uma consultoria especializada.

Somente através de uma consultoria adequada com profissionais que se preocupam com o desenvolvimento do seu negócio, valorizando os aspectos humanos, é possível ter a orientação ideal para dar o primeiro passo e, assim, atingir o sucesso.

Nós, da Rede Parcerias, esperamos que depois dessas dicas você esteja mais preparado para caminhar um novo percurso e se livrar da guerra de preços que ainda afetam muitos empresários. 

Caso você tenha alguma dúvida sobre o tema e deseja entender melhor sobre a guerra de preços, deixe um comentário aqui embaixo. Aproveite também para enviar este conteúdo para outras pessoas que também desejam valorizar os serviços prestados pelas suas empresas!

Faça o download desde post inserindo seu e-mail abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *